Sistema Eolo

Módulos em PVC para construção que permitem a ventilação vertical

O Eolo é a solução eficaz, rápida e económica que permite realizar um pavimento furado de betão com elevada capacidade portante, destinado à circulação mesmo dos meios pesados.

Graças aos bicos assimétricos verticais, axialmente furados, pode ser convenientemente usado para a distribuição e difusão de ar em estações de compostagem, estabilização de resíduos, sistemas de desodorização e para ventilar os pavimentos de armazéns destinados à conservação/cura de produtos alimentares.

É sabido, desde a Roma antiga, que a ventilação dos armazéns é necessária para não formar bolsas de humidade, cuja concentração levava à proliferação de esporos de bolor e bactérias, deteriorando os próprios produtos alimentares (David Macaulay “A cidade Romana”).

Realizado em plástico reciclado e eco compatível, o Eolo é composto por especiais bicos difusores altos, que permitem a realização de uma laje furada com 6 cm de altura.

 

 

Através dos elementos Eolo, o ar é distribuído uniformemente em toda a caixa de ar e depois é insuflado para o ambiente por cima.

O Eolo é a solução eficaz, rápida e económica que permite realizar um pavimento furado de betão com elevada capacidade portante, destinado à circulação mesmo dos meios pesados.

O Eolo é utilizado em todas as aplicações que requeiram a presença de pisos perfurados autoportantes e de elevada resistência tanto ao nível das cargas estáticas como ao nível da movimentação de veículos pesados, tais como:
• Sistemas de compostagem;
• Sistemas de estabilização de resíduos;
• Sistemas de biofiltração;
• Tanques de fitopurificação;
• Salas de armazenamento de alimentos.

Instalação:

1. Posicione o primeiro elemento no canto superior esquerdo em relação à superfície de trabalho, certificando-se de que a seta esteja apontando para cima.

2. Una os elementos em sequência, por carreiras horizontais, procedendo da esquerda para a direita e de cima para baixo (seguindo o sentido normalmente utilizado para a escrita), conforme ilustrado graficamente na coroa de cada unidade.

3. Assentamento dos reforços de aço por meio de entalhes próximos aos bicos, especificamente criados para alojar os reforços.

4. Lançamento de concreto de 6 cm de altura, partindo do centro do arco, deixando-o entrar nas pernas do Eolo. Vibração subsequente. 5. Remoção dos tampões Eolo após a solidificação da fundição de cimento.

Subscrever newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba as nossas novidades no seu email.

Maioridade

Aviso de Privacidade

Obrigado por subscrever a nossa newsletter!

Share This